Advocacia e poesia: A consolidação da cidadania com narrativas no cárcere feminino


O projeto inscrito no Prêmio Innovare foi criado por Simone Schroeder, com o objetivo de levar até a comunidade da Penitenciária Feminina Madre Pelletier o acesso à justiça, como direito fundamental as mulheres privadas da liberdade. Com base no artigo 4º da Lei de Execução Penal, a Universidade busca cooperar com o Estado na execução da pena. Através das informações e por meio de oficinas de escritas criativas com poesias e narrativas das mulheres privadas de liberdade se consegue dar voz aos seus direitos. Os encontros do grupo de extensão do Centro Universitário Ritter dos Reis, ocorrem uma vez por semana, através do contato com professores, alunos do direito, psicologia, design e nutrição, com a comunidade prisional em seu entorno e se realiza uma troca de experiências e de informações. São produzidas oficinas com escritas, debates e seminários na interlocução entre a psicologia, direito, design e nutrição. Além disso, se oferece o serviço de assistência jurídica gratuita, além das capacitações acerca da Lei de execução penal, como mecanismo de ampliar o acesso à informação. De outra parte, busca-se através das escritas transpor as situações vividas, no cotidiano prisional e conseguem dar voz aos seus anseios. Por meio da escrita há uma emancipação democrática e cidadã na consolidação de seus direitos, cujo empoderamento, o conhecimento de direitos e as narrativas das presas, proporcionam a consolidação do balcão da cidadania.

Posts recentes

Ver tudo

Reflexões diante do distanciamento

A busca do abraço, do encontro, do amor me faz pensar em que nós todos nos dividimos para alcançar o todo. Muitos se desdobram para serem aranhas na tecelagem da vida no combate ao vírus invisível. A

Av. Osvaldo Aranha, 1022, conj. 908, Porto Alegre, RS | 90035-191 

(51) 3219 8929  |  (51) 9 9963 5755  |  (51) 9 9601 5045